19 professores se aposentam em 2017

Neste ano, 19 professores da FEA, dos departamentos de Economia (EAE) e  de Administração (EAD), entraram com pedido de aposentadoria em razão, principalmente, das mudanças implantadas na carreira docente da USP no final de 2016 e do avanço da reforma da previdência no Congresso. Uma escolha difícil, muitos ainda não estavam preparados para essa decisão, como afirma a professora Leda Maria Paulani: ”Já podia me aposentar desde 2012, mas não o fiz, nem pretendia fazê-lo proximamente. As mudanças que poderiam vir com a reforma da previdência me forçaram a decidir pela aposentadoria”. As incertezas decorrentes de tais assuntos também influenciaram a decisão de Hélio Nogueira da Cruz: “O gatilho foi o Estatuto Docente que acabou promovendo uma aposentadoria em massa no departamento de Economia”.

Com anos dedicados à instituição, os docentes desse grupo de aposentadorias construíram a história da faculdade nas últimas décadas. Por enquanto, os que ficam ainda poderão aproveitar todo o conhecimento transmitido por eles, já que a maioria optou por aderir ao programa Professor Sênior. Nele, o docente pode continuar exercendo atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão junto às Unidades ou Órgãos, com exceção das atividades administrativas e de representação, sem vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista ou previdenciária. Antonio Carlos Aidar Sauaia afirma que optou por aderir ao programa “como forma de introduzir mudanças graduais em minha rotina imediata”; paralelamente, ele também se dedicará a projetos pessoais. Denise Cavallini Cyrillo acredita que o aprendizado continua, já que permanecerá como professora Sênior: “Foi um longo aprendizado, que ainda não se encerrou. Sou agradecida por todas as oportunidades que a FEA me ofereceu e pelas amizades que pude cultivar.”

Carlos Roberto Azzoni conta que o processo foi lento e longo: “Encarar a fase final da carreira, e da vida mesmo, é muito complexo, causando um turbilhão de emoções e reflexões”. Pensando no que a FEA proporcionou, Paulo de Tarso Presgrave Leite Soares acredita que seu crescimento profissional e intelectual não poderiam ter se dado em outro lugar: “Minha evolução intelectual, provavelmente, não teria acontecido em outra instituição acadêmica. A Economia da USP está marcada em mim por toda a minha vida.” O sentimento de gratidão também foi demonstrado por Claudio Felisoni de Angelo: “A FEA é a minha referência. Todas as oportunidades relevantes que tive foram por ela suscitadas”. 

O Gente da FEA e a FEAUSP homenageiam  os professores e agradecem por todos os anos de dedicação à instituição. 


Gente da FEA - junho de 2017
Autora: Beatriz Arruda

 

Data do Conteúdo: 
quarta-feira, 7 Junho, 2017

Departamento:

Sugira uma notícia