Mestrado - Multifranqueados: oportunidades e desafios no segmento de moda e vestuário no Brasil

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
29/07/2019 - 09:00 até 12:00

 

Jonathan Piccolo De Lima

Mestrado - Multifranqueados: oportunidades e desafios no segmento de moda e vestuário no Brasil

Orientador: Prof. Dr. Luiz Nelson G. de Carvalho

Comissão: Profs. Drs. Silvia Pereira de Castro Casa Nova, Eugenio José Silva Bitti e Juracy Gomes Parente

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

Franquias ganham cada vez mais relevância social e econômica no Brasil e no mundo. Apesar da variedade de perspectivas teóricas usadas para explicar o fenômeno, uma de suas dimensões continua pouco explorada: a dos multifranqueados. Grande parte dos estudos focam em franqueados comuns (single-unit franchisees) e no contexto estadunidense, o que faz com que questões essenciais sobre multifranqueados e sobre diferentes cenários culturais careçam de respostas adequadas. Neste trabalho, adotou-se a perspectiva teórica da Economia das Organizações para se analisar os fatores que levam à existência de multifranqueados nos segmentos de moda e vestuário no Brasil. A abordagem utilizada foi qualitativa e dividida em duas etapas. Primeiro foram utilizadas ferramentas contábil-financeiras para se avaliar a viabilidade de investimentos em franquias nos segmentos de interesse, o que serviu de contextualização para a etapa seguinte. Depois, utilizou-se do método de análise por template para se identificar, a partir dos relatos dos entrevistados, temas capazes de oferecer insights sobre o fenômeno. Grande parte dos resultados corroboram com a literatura, apontando para diversas vantagens e desvantagens associadas à existência de multifranqueados, como redução do free-riding, compartilhamento de informações de melhor qualidade, criação de recursos organizacionais únicos, maior velocidade de aprendizado, maior poder de barganha com fornecedores, ganhos de poder na relação franqueador-franqueado, maior alinhamento de objetivos com a franqueadora, afastamento das operações, maior potencial de resistência a mudanças e reintrodução de alguns problemas de agência no sistema de franchising. Assim, indicam que as conjecturas teóricas são aplicáveis ao cenário brasileiro. Os resultados também trazem contribuições sobre aspectos pouco discutidos pela literatura, como, por exemplo, os efeitos do controle de franquias de diferentes marcas e em diferentes setores no perfil de risco do multifranqueado. Além disso, trazem uma contribuição singular à literatura de franchising ao discutir a questão do Simples Nacional – regime tributário específico ao contexto brasileiro e que tem efeitos significativos não só sobre multifranqueados, como também sobre os modelos de negócios de franquias no país. O estudo traz implicações práticas para franqueadores e franqueados, que podem avaliar as oportunidades e dificuldades associadas aos multifranqueados, bem como para legisladores, que podem entender os efeitos do Simples Nacional sobre o mercado de franquias.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos