Mestrado - Cientistas de dados: proposta de um modelo conceitual considerando sua definição, sua formação, suas habilidades e as ferramentas que utilizam

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
29/09/2021 - 09:00 até 12:00

 

Fabiano Castello De Campos Pereira

Mestrado - Cientistas de dados: proposta de um modelo conceitual considerando sua definição, sua formação, suas habilidades e as ferramentas que utilizam

Orientador: Prof. Dr. Cesar Alexandre de Souza

Comissão: Profs. Drs. Daielly Melina Nassif Mantovani, Rodrigo Baroni de Carvalho e Alexandre Del Rey

Link YouTube: https://youtu.be/lxv5WoW5PIQ

Resumo*

Cientistas de dados são um dos atores que exploram o potencial do big data para gerar conhecimento e criar novas formas de valor que transformam as organizações e a sociedade. É uma profissão sobre a qual existem poucos estudos publicados com relação ao que é um cientista de dados e quais habilidades profissionais esse tipo de função demanda. O objetivo deste estudo é propor um modelo conceitual para cientistas de dados, considerando sua definição, sua formação, suas habilidades e as ferramentas que utilizam. O estudo é exploratório e tem abordagem qualitativa, e foi conduzido a partir de três perspectivas. Primeiro, da academia, onde foi realizada revisão sistemática de literatura, partindo de 2.245 documentos. Segundo, do mercado, através da coleta e análise de 1.308 vagas de emprego. Terceiro, das pessoas que praticam ciência de dados, através da análise de dados secundários da pesquisa Data Hackers BR de 2019. O conjunto das três perspectivas gerou um modelo conceitual para Cientistas de Dados, que foi então validado junto a 201 especialistas da academia e do mercado. A partir do resultado deste processo, que gerou um modelo conceitual para cientistas de dados robusto e abrangente, é possível concluir sobre (a) a existência de uma diferença significativa de entendimento sobre a profissão entre os praticantes de ciência de dados e as empresas que buscam contratá-los; (b) a questão da “super-qualificação”, no sentido de que são necessárias muitas habilidades, dificilmente encontradas em apenas um profissional, e sugerindo que existem grupos ou famílias de cientistas de dados, com conjunto de habilidades mais específicas, mas que ainda não estão explicitamente definidas; e (c) a necessidade de aperfeiçoamento contínuo, dada a heterogeneidade de técnicas e ferramentas necessárias, bem como o dinamismo com que elas evoluem. Adicionalmente, o método utilizado, com o uso extensivo de recurso de processamento de linguagem natural e mineração de texto, poderá ser automatizado e utilizado por outros autores para futuros estudos de perfis de profissionais, inclusive para outras profissões que não sejam a de cientistas de dados.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos