Doutorado - Governança e alta gestão em organizações sem fins lucrativos multistakeholder: estudo de caso da Fundação Renova

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
06/05/2021 - 14:00 até 17:00

 

Thiago de Andrade Neves

Doutorado  - Governança e alta gestão em organizações sem fins lucrativos multistakeholder: estudo de caso da Fundação Renova

Orientador: Prof. Dr. Isak Kruglianskas

Comissão: Profs. Drs. Cláudio Antonio Pinheiro Machado Filho, Marco Antonio Conejero e Vanessa Cuzziol Pinsky

Link pelo YouTube: https://youtu.be/WalpM2L2DLo

Resumo*

Por contemplar interesses de diferentes stakeholders, as organizações sem fins lucrativos vêm se revestindo de complexas estruturas de governança. Apesar do crescimento em número e em importância que estes tipos de organizações vêm galgando, os trabalhos sobre o tema ainda são escassos. Neste sentido, esta pesquisa tem o objetivo de contribuir aos estudos da governança fundacional, compreendendo como a alta gestão de uma fundação se comporta sob três perspectivas:  estrutura organizacional, princípios de governança e a relação entre os seus agentes de governança. Por se tratar de um caso único, com uma complexa estrutura multistakeholder e vultuosos recursos disponíveis, a Fundação Renova foi escolhida para o estudo de caso no intuito de se identificar eventuais funcionalidades e disfuncionalidades de seu sistema de governança. Pelo método proposto, primeiramente foram analisados os documentos estatutários da Fundação Renova para compreender como a organização se estrutura formalmente. Para a compreensão do comportamento da governança, foram realizadas 12 entrevistas com pessoas que atuam ou atuaram em posições na alta gestão (2 presidentes, 7 diretores e 3 gestores) da organização. Os resultados foram analisados à luz do referencial teórico, fornecendo alguns achados importantes. Os instrumentos regulatórios estabeleceram uma estrutura organizacional ineficiente, criando dois grandes fóruns de deliberação que estão em permanente conflito. A incapacidade de composição dos conflitos havidos entre os órgãos gera ineficiência administrativa e leva a um alto grau de judicialização das atividades da Fundação Renova. Interferência das mantenedoras na gestão também restaram evidenciadas, ocorrendo principalmente por meio do conselho curador e de seus comitês de assessoramento. O processo de indicação dos membros do conselho, assim como o perfil dos conselheiros também merecem um tratamento mais adequado por parte de seus agentes de governança. Embora incorporados em diferentes medidas pela organização, um eventual integral cumprimento dos princípios de governança na fundação tende a aprimorar o seu sistema de comando. Os dados apontam que que não há, por parte da organização, um tratamento adequado a situações de conflito de interesses. Por fim, as disfunções identificadas ocorridas na governança da Fundação Renova levaram a existência de uma relevante assimetria de informações entre os seus agentes.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos