Grupos de Pesquisa

Hysteresis nas Exportações Brasileiras. Atividade Inovativa na Industria Brasileira - Análise a partir da PINTEC 2000/03 Artigos Publicados Recentemente Relacionados às Pesquisas Mencionadas: KANNEBLEY JÚNIOR, Sérgio Tests for the Hysteresis Hypothesis in Brazilian Industrialized Exports: a Threshold Cointegration Analysis.
Seminários 2008 23 / Abril Título: Trabajo y vida cotiana de los africanos de Buenos Aires (1750-180) Palestrante: Prof. Dr. Marta Golderg (Universidad Nacional de Luján,Argentina) 14 / Maio Título: Desenvolvimentismo Incoerente?Comentários sobre o Projeto do Segundo Governo Vargas e as Idéias Econômicas de Horácio Lafer (1948-1952) Palestrante: Prof. Dr.
Estudar temas de pesquisa em Finanças que estejam alinhados aos interesses dos membros do grupo, manter os pesquisadores atualizados quanto às publicações mais recentes nos periódicos de primeira linha, conduzir projetos de pesquisa, e desenvolvimento de parcerias para pesquisas em coautoria.
O objetivo do laboratório é gerar conhecimento nas áreas de finanças corporativas, contabilidade financeira e atuária.
Estudos e pesquisas sobre sistemas de informação e de gestão de custos para a competitividade: Gestão Estratégica de Custos.
O projeto de pesquisa tem por objetivo discutir inovação, verificar se e como ela ocorre dentro do processo de gestão das empresas brasileiras de médio e grande portes. O construto teórico escolhido foi o de Simons (1995), a partir das alavancas de controle, que permite uma abordagem particularmente ampla do modelo de gestão e seus artefatos.
Os Grupos de Pesquisa do TECSI reúnem pesquisadores, consultores e empresários na discussão de assuntos específicos, buscando maior conhecimento, soluções para problemas e agregando valor. Este grupo tem como objetivo discutir questões referentes a Educação e Pesquisa nos níveis de Graduação e Pós Graduação em Contabilidade e Controladoria no Brasil e no Mundo.
As atividades de mercado de capitais e de previdência estão relacionadas na forma como se organizam para prover recursos e utilizar instrumentos financeiros. As análises podem ser feitas de forma quantitativa e qualitativa, e se relacionam com outras áreas de estudo como a economia, ciência política , psicologia, educação e o direito.
O NEFIN - Núcleo de Pesquisa em Economia Financeira é formado por professores do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. A FIPE - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - apoia o NEFIN.
Nossa agenda de pesquisa para os próximos anos inclui o desenvolvimento de capacitação analítica para a avaliação de novas iniciativas de política econômica no Brasil. A questão regional, em que se consideram a distribuição da atividade e da renda no espaço econômico nacional e suas interações espaciais, é a linha mestra de nossa produção acadêmica.
O Nespi – Núcleo de Estudos e Pesquisas de Política Internacional, Estudos Internacionais e Políticas Comparadas – USP/CNPq foi criado em 2005 para fomentar a produção de trabalhos científicos de caráter interdisciplinar, sobretudo no campo da avaliação de políticas públicas e das diferentes interfaces da integração regional da América Latina.
Este grupo trabalha com ajuste de diversos modelos econométricos para projeção principalmente de demanda, considerando séries temporais, variáveis macro-econômicas, DATA MINING e BIG DATA.
Este grupo de pesquisas apoia-se na Contabilidade como método milenar para registrar o meio ambiente como uma nova entidade distinta das pessoas jurídicas, das pessoas físicas e dos governos e envida esforços para mensurar e avaliar os serviços socioambientais e as externalidades.
O Núcleo de Estudos em Economia Da Saúde (NEEDS) busca atualizar conhecimentos em Economia da Saúde, especialmente em termos de aplicação ao caso brasileiro.
Missão do grupo: atuar como uma plataforma independente e imparcial na coordenação e realização de atividades para gerar, consolidar e disseminar o conhecimento em gestão no setor de saúde com o intuito de contribuir para a melhoria da qualidade, acesso e eficiência dos sistemas de saúde público e privado do Brasil.
A presença feminina na academia no Brasil é pequena e o tema de pesquisa tem sido relativamente pouco explorado.

Páginas