Pesc premia melhor projeto em sua 14ª Edição

No dia 26 de agosto, ocorreu na FEAUSP a cerimônia de divulgação do melhor projeto desenvolvido na edição 2014-2015 do PESC (Programa de Extensão de Serviços à Comunidade). O evento, coordenado pelos professores Carlos Alberto Pereira, David Turchik e Guilherme Shiraishi, também contou com a palestra de Ariel Tomaspolski, fundador da ONG Juntos.com.vc, sobre como captar recursos via crowdfunding para projetos sociais.

O PESC é um projeto de voluntariado, criado com o objetivo de propiciar oportunidades para os alunos compartilharem com a sociedade os conhecimentos adquiridos na Faculdade. Em sua 14ª edição, já se tornou um dos maiores projetos de extensão de toda a USP, com quase 100 projetos e mais de 800 alunos envolvidos. Em 2014, também foi eleito o melhor projeto da área de Humanidades no 4º Simpósio Aprender com Cultura e Extensão da USP.

No PESC, os alunos são incentivados a participar ativamente junto a organizações sem fins lucrativos, orientando procedimentos e evitando empreender ações de caráter assistencialista. “A maior parte das grandes consultorias mencionam que os alunos devem ter uma maior inserção social. A extensão é a parte mais nobre da graduação, pois proporciona aos alunos a oportunidade de contribuir efetivamente com a sociedade”, afirmou o professor Guilherme Shiraishi.

Durante sua palestra, Ariel Tomaspolski, também destacou a importância dos projetos sociais. A ONG Juntos.com.vc é uma plataforma digital, que ajuda a coletar dinheiro através de financiamento coletivo (ou crowdfunding), além de dar visibilidade e assessorar campanhas de cunho social. Ainda muito pouco conhecido no Brasil, o sistema de crowdfunding já é um meio muito utilizado no exterior para financiar projetos que de outra forma não teriam o suporte financeiro necessário para serem levados adiante. A plataforma Kick Starter, por exemplo, já chegou a arrecadar mais de U$ 1,9 bilhões e tem mais de 24 milhões de colaboradores. O Juntos.com.vc trabalha exclusivamente com projetos sociais, ajudando com a curadoria jurídica, divulgação, monitoramento das campanhas e feedback. Esse tipo de campanha funciona no esquema “tudo ou nada”, ou seja, se a meta apresentada não é atingida dentro do prazo estipulado, todo o dinheiro arrecadado volta para os colaboradores. “É um sistema que motiva as pessoas a atingirem suas metas e ao mesmo tempo é transparente para o doador”, explicou Ariel. Além disso, entre as vantagens do crowdfunding estão o baixo risco financeiro para a organização e a pouca burocracia.

Nessa edição, o projeto premiado foi o dos alunos Cibele Silveira, Gabriele Carvalho, Thiago Fan Allue, Levy Ferreira, Leonardo Albuquerque e Marcela Cassis. Ele criaram um banco de dados para ajudar no gerenciamento das informações dos alunos de uma ONG. “Antes eles armazenavam os dados das crianças em arquivos do word e era muito difícil de realizar buscas dessas informações. O banco de dados ajudou a facilitar a rotina da ONG, o que melhorou o atendimento e ajudou na captação de novos alunos”, explicou Cibele Silveira. Ao final da cerimônia, os alunos tinham apenas elogios para o programa. “O que eu fiz no PESC realmente teve um impacto. Foi uma experiência muito gratificante”, afirmou o aluno Levy Ferreira.

Mais informações sobre o PESC: http://www.pesc.fea.usp.br/

Autora: Isabelle Almeida Dal Maso

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 31 Agosto, 2015

Departamento:

Sugira uma notícia