FEA X FEA - IPTV: divulgando a produção da USP pela internet

Saiba como vai funcionar a IPTV e qual será a participação da FEA nesse projeto

    A Universidade de São Paulo está lançando a Internt Protocol Television (IPTV), um veículo de comunicação via internet, idealizado pela Coordenadoria de Tecnologia e Informação (CTI), que permitirá a qualquer pessoa acessar os conteúdos informativos e educativos desenvolvidos pela Universidade. A FEA não ficou de fora dessa iniciativa, e também está participando ativamente do projeto. Segundo o diretor da FEA, professor Carlos Roberto Azzoni, a IPTV possui seis canais, sendo um deles principal, que apresenta os melhores momentos dos demais canais, e os outros de ciências, humanidades, arte e cultura, tecnologia e saúde. “A TV vai ficar o tempo todo no ar, repetindo a programação. Basta clicar em www.iptv.usp.br e acessar os conteúdos disponíveis”, explica o prof. Azzoni, que comenta a participação da FEA: “A Faculdade está envolvida no conteúdo do canal de humanidades. Estamos disponibilizando materiais que já temos gravados, como aulas, palestras, debates, enfim, estamos mostrando tudo que produzimos aqui”.

    Do canal de humanidades participam, além da FEA, a FFLCH, a ECA e a Faculdade de Educação. Por isso, a grade do canal é definida sempre em reunião da comissão composta por membros das quatro unidades. O prof. Azzoni faz parte dessa comissão, enquanto a especialista em laboratório, Andréa Ximenes, do Laboratório de Aprendizagem e Ensino (LAE), é diretamente encarregada da produção dos conteúdos a serem disponibilizados pela FEA. Por enquanto, todo o conteúdo difundido pela internet é de banco de imagens, ou seja, material já gravado e editado. “Há um projeto para incluir alguns eventos ao vivo, mas isso ainda não foi acertado”, esclarece Andréa, que complementa: “cada canal tem duas horas de programação inédita que se repete durante todo dia. Será tudo simultâneo. Cada pessoa escolhe o canal e a programação que deseja assistir”.

    Conforme Andréa, a FEA tem muitas vantagens em relação a outras unidades em termos de produção do conteúdo que será disponibilizado na IPTV, uma vez que tem os equipamentos e a tecnologia necessários para gravar e editar os eventos que entrarão na grade de programação.

    De acordo com o prof. Azzoni, o principal objetivo da IPTV é expandir a disseminação do que é produzido na USP. “Somos financiados pelo contribuinte e temos uma função social a cumprir; e a divulgação do conhecimento gerado aqui é pequena, porque os canais são limitados. Por isso, entendeu-se que colocar essa informação à disposição ampliaria a divulgação e a extensão do serviço à comunidade”.

Data do Conteúdo: 
sábado, 1 Setembro, 2007

Departamento:

Sugira uma notícia