Doutorado - Contribuição do uso do controle gerencial para o desenvolvimento da resiliência organizacional

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
29/03/2019 - 10:00 até 13:00

 

Daiana Bragueto Martins

Doutorado - Contribuição do uso do controle gerencial para o desenvolvimento da resiliência organizacional

Orientador: Prof. Dr. Fábio Frezatti

Coorientadora: Profa. Dra. Tania Casado      

Comissão: Profs. Drs. Carlos Eduardo Facin Lavarda, Ilse Marian Beuren e José Carlos Tiomatsu Oyadomari

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

Esta tese investigou como o uso do Sistema de Controle Gerencial auxilia na gestão da resiliência organizacional de uma empresa brasileira. A escolha pelo modelo teórico “Levers of Control” de Robert Simons (1995, 2000) está vinculada ao seu propósito que é analisar quais são os sistemas de controle gerencial utilizados pela organização para promover a renovação da estratégia organizacional, e com isto auxiliar na Gestão da Resiliência da organização. Desenvolveu-se um survey single entity em uma empresa do setor de comércio de derivados de petróleo, com estrutura, porte e sistema de controle gerencial demandados para a investigação. A empresa escolhida foi conveniente pois, no momento da pesquisa, estava vivenciando uma mudança de sua natureza jurídica. O levantamento dos dados ocorreu a partir de um questionário enviado aos executivos de diversas áreas da organização abrangendo uma amostra de 64 gestores do alto escalão. Os resultados suportam a hipótese (H1) de que o uso do sistema de controle gerencial impacta positivamente na gestão da resiliência organizacional porque permite uma visão estruturada para ação e reação das organizações. Observou-se que elevados níveis do uso do sistema de controle gerencial nas formas de sistemas de crenças, restrições, uso diagnóstico e uso interativo aumentam a capacidade da organização para a resiliência ao atuarem de forma proativa, com visão estratégica frente às adversidades do cenário empresarial, proporcionando a renovação da estratégica proposta por Simons (1995). Dentre as contribuições da pesquisa, destacam-se: (i) a discussão sobre o sistema de controle gerencial sob o prisma das alavancas de controle gerencial de Simons (1995, 2000) no cenário nacional e sua associação com a teoria da resiliência organizacional; (ii) o desenvolvimento e a validação de uma ferramenta para mensurar resiliência estratégica no nível empresarial; e (iii) do ponto de vista prático, este estudo auxilia os gerentes a decidirem qual padrão de controle melhor se adequa às circunstâncias em que operam e aos seus desafios estratégicos, contribuindo para a compreensão de como o uso do sistema de controle gerencial impacta a resiliência no ambiente organizacional.

* Fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos