Bolsas de estudo

As bolsas concedidas para alunos dos cursos Mestrado e Doutorado em Administração são concedidas pela CAPES ou CNPq. Após o ingresso do aluno nos referentes cursos, a Comissão de bolsas faz a seleção por meio de avaliação conforme critérios exigidos das agências de fomento de pesquisa e pela Comissão Coordenadora do PPGA (CCP).

No julgamento dos pedidos serão levados em conta o atendimento aos requisitos adiante estipulados, o número de candidatos, o número de bolsas disponíveis, as informações prestadas e as informações de natureza acadêmica disponíveis nos registros de Pós-Graduação da USP. 

A avaliação será realizada por Comissão de Bolsas composta por dois docentes do PPGA e um representante dos alunos de Pós-Graduação. A Comissão  poderá convocar o candidato a prestar os esclarecimentos que julgar necessários. A solicitação da bolsa não garante a concessão.

 

Exigências para a concessão

Para a concessão da bolsa de estudo o candidato deverá estar matriculado no curso e satisfazer os seguintes requisitos:

(a) Atender as exigências das agências de fomento conforme estipulado em seus manuais e normas (CAPES ou CNPq).

(b) Anexar documentos que comprovem a necessidade de apoio financeiro. Estes documentos incluem o xerox da declaração de rendimentos pessoais de impostos de renda do último exercício.

(c) Anexar o currículo LATTES.

(d) Anexar a Planilha de Acompanhamento (planilha disponível em anexo)

(e) Disposição para dedicação exclusiva ao curso obrigando-se a cursar no mínimo 3 disciplinas por semestre e lograr aprovação em todas elas.

(f) Preencher o formulário de solicitação de bolsa de estudos, disponível para download (clique aqui) e entregar a documentação na Secretaria da Pós-Graduação.

 

Critérios para a concessão das bolsas

1 – Estudantes não devem ter vínculo empregatício (carteira de trabalho assinada) ou bolsa em andamento em outra instituição de fomento.

2 – Condição socioeconômica do candidato.

3 – Bom desempenho acadêmico:

3.1 – Para estudantes de mestrado serão consideradas a nota da Anpad e as publicações acadêmicas.

3.2 – Para estudantes de doutorado serão consideradas somente as publicações acadêmicas.

3.3 – Para estudantes veteranos, serão considerados além dos critérios 3.1 e 3.2, o desempenho escolar (Notas A e B).

 

Exigências para o aluno ter sua bolsa renovada

1. Apresentar o relatório anual com o aval do orientador;

2. Apresentar a planilha de acompanhamento com o aval do orientador;

3. O bolsista deve se dedicar integralmente ao curso durante o período de vigência da bolsa;

4. Obter notas A e B em todas as disciplinas cursadas;

5. Contribuir em alguma atividade de organização do SEMEAD e/ou outros eventos organizados pelo Departamento de Administração;

6. Submeter projeto para bolsa de estudos para a FAPESP (http://www.fapesp.br/);

7. Alunos de mestrado deverão submeter pelo menos um artigo para periódico ou congresso científico por ano com o orientador;

8. Alunos de doutorado deverão submeter pelo menos um artigo para periódico (B2 ou acima) com o orientador por ano, a partir do 2º ano do curso;

9. Alunos de doutorado deverão, além da disciplina obrigatória Monitoria II, realizar o PAE ao menos uma vez;

10. Obter aprovação no exame de qualificação na sua primeira realização; em caso de reprovação, a bolsa será imediatamente cortada.

 

Observações:

1) A bolsa será descontinuada assim que o período regular do curso expirar (não serão pagas bolsas durante períodos de prorrogação de prazo);

2) Caso o(a) aluno(a) solicite trancamento, a bolsa será suspensa por até 6 (seis) meses, no caso de doenças que comprovadamente impeçam o bolsista de realizar as atividades acadêmicas do curso.

 

 

Os bolsistas terão que apresentar relatório anual de suas atividades desenvolvidas. A Comissão de Bolsas poderá a qualquer instante substituir o bolsista que não satisfaça as exigências apresentadas acima. A substituição também ocorrerá caso requisitos das agências de fomento não estejam sendo cumpridos.

As normas estabelecidas serão revistas anualmente pela Comissão de Bolsas.