Disciplinas

Gestão de Negócios Internacionais


Disciplina: EAD5957-2

Área de Concentração: 12139

Número de Créditos: 8

Carga do curso:

Teórico
(Por semana)
Prática
(Por semana)
Estudos
(Por semana)
DuraçãoTotal
42215120
Objetivos:
Priorizando enfoques regionais, a disciplina busca aprimorar conhecimentos sobre a natureza mutante do cenário de negócios internacionais enfatizando estratégias empresariais, aspectos gerenciais e novas realidades. Ênfase é dada para os principais paradigmas explicativos das dinâmicas economias emergentes discutindo estratégias de desenvolvimento econômico, políticas industriais e comerciais, estruturas organizacionais, estratégias competitivas e aspectos gerenciais.

Objetivos: A disciplina busca expor aos estudantes significativas oportunidades de desenvolvimento de habilidades de argumentação oral e escrita por meio da discussão de temas acadêmicos e experiências empresariais relacionados com a gestão de negócios internacionais, buscando motivar os alunos para:
a) Internalizar as principais teorias, conceitos e técnicas relacionadas com a gestão de negócios internacionais;
b) Expandir aptidões para o desenvolvimento de estudos, competências e pesquisas em negócios internacionais;
c) Buscar um maior entendimento sobre o processo de internacionalização das empresas brasileiras e latino-americanas contrastado com as experiências asiáticas de desenvolvimento industrial

Justificativa:
Em praticamente todas as economias do mundo, os anos de 1990 foram caracterizados por uma maior estabilidade econômica e liberalização comercial. Como parte desta tendência houve uma crescente globalização das atividades produtivas incluindo aquelas desenvolvidas nas economias emergentes da Ásia e da América Latina. Neste processo tem sido crescente o intercambio comercial e de investimentos do Brasil com as três mais importantes economias do Leste Asiático: a japonesa, sul-coreana e chinesa. Além da crescente participação econômica dessas economias no cenário global seus governos e empresas têm desenvolvido novos paradigmas organizacionais e gerenciais que tem possibilitado o aumento da produtividade e competitividade de suas empresas. Dado que no Brasil o processo de internacionalização de suas empresas encontra-se em fase embrionária e o estudo das dinâmicas economias asiáticas ainda ser incipiente, com o desenvolvimento da disciplina, espera-se construir curiosa e pró-ativa massa crítica relacionada à área de negócios internacionais e despertar o interesse e motivação dos estudantes para desenvolverem trabalhos de investigação científica relacionados com a crescente participação asiática no cenário de negócios internacionais.

Conteúdo:
Estratégias de ensino:
O programa será desenvolvido mediante exposição e discussão dos temas de cada encontro por meio da utilização de seminários e preleções do professor. Contempla-se também a utilização de audiovisuais e palestras de especialistas com atuação em negócios internacionais. Resenhas de artigos e livros bem como trabalhos práticos que facilitem a assimilação dos conteúdos, dentro de um processo ativo e centrado nos interesses específicos de pesquisa do aluno serão desenvolvidos. Dessa maneira, vislumbra-se:
a) Frequente participação e dedicação do aluno em discussões e apresentações estruturadas em classe, envolvendo respostas a questões sobre o conteúdo das leituras obrigatórias realizadas com a devida antecedência.
b) Realização de um resumo expandido sobre objeto de estudo previamente discutido com o professor da disciplina e elaboração de um artigo científico a ser submetido para publicação em veículos nacionais e internacionais de prestigio acadêmico tais como as enumeradas no anexo I.
c) Participação em classe bem como extraclasse considerada um componente fundamental dos métodos de ensino utilizados e contemplada na avaliação de desempenho do aluno.

Recursos didáticos: Serão utilizados basicamente símbolos verbais e visuais por meio da utilização de meios de multimídia. Livros, artigos científicos, vídeos, apresentações, relatórios diversos, sítios de empresas, entre outros, deverão fundamentar as argumentações verbais e escritas ao longo do desenvolvimento da disciplina.

Programa
Aula 1 – Apresentação do programa e dos negócios internacionais no contexto Asiático
Aula 2 – Estado, mercados e políticas industriais
Aula 3 – Mercados emergentes e processos de integração regional: Europa
Aula 4 – Integração Regional: Ásia e Américas
Aula 5 – Teorias clássicas que influenciam os negócios internacionais
Aula 6 – Teorias contemporâneas de internacionalização de empresas
Aula 7 – Entrega e apresentação de resumo expandido do texto final para a disciplina
Aula 8 – Internacionalização de empresas brasileiras e latino-americanas
Aula 9 - Sistemas nacionais de aprendizagem do Brasil, Coréia do Sul e China
Aula 10 - Tradições culturais que influenciam os negócios internacionais
Aula 11 - O modelo de desenvolvimento econômico do Leste Asiático e o sistema japonês de produção
Aula 12 - O desenvolvimento econômico sul-coreano e seus conglomerados
Aula 13 - Reformas da economia chinesa pós-1978
Aula 14 - O desenvolvimento das empresas chinesas e a China no contexto mundial
Aula 15 - Apresentações de trabalhos realizados

Avaliation methods:

Notas:
Pré-requisitos: Não há em termos de disciplinas, mas recomenda-se boa formação em administração estratégica e proficiência na língua inglesa.

Atendimento extra-classe: – mediante agendamento via gilmarmasiero@gmail.com - (FEA 1 – Sala H147)


Bibliografia:
Detalhamento do Programa
Tópico Em negrito estudo obrigatório e demais complementares
1 - Apresentação do programa e dos negócios internacionais no contexto Asiático Mike W Peng, Rabi S Bhagat and Sea-Jin Chang. Asia and global business. Journal of International Business Studies (2010) 41, 373–376.
David A Griffith, Salih Tamer Cavusgil and Shichun Xu. Emerging themes in international business research. Journal of International Business Studies (2008) 39, 1220–1235.
Vídeo: 200 hundred years of history in 4 minutes http://www.youtube.com/watch?v=Qe9Lw_nlFQU

2 - Estado, mercados e políticas industriais Robert Wade. Governing the market: economic theory and the role of government in East Asian industrialization. Princeton: Princeton University Press, 2003.
Introduction to the 2003 paperback edition: Creating capitalism (pp. xiv-liv)
Chapter 1: States, Markets and Industrial Policy (pp. 8-33).
Alan M Rugman. Globalization, regional multinationals and Asian economic development. Asian Business & Management , (14 July 2010).
Discutir com o professor título de artigo científico, com respectivos problemas e objetivos de pesquisa, a ser desenvolvido ao longo da disciplina
3 – Mercados emergentes e processos de integração regional: Europa

Philip R. Cateora, Mary C. Gilly, John L. Graham. International marketing — 15th ed. New York: McGraw-Hill/Irwin. 2011.
Chapter 10 - Europe, Africa, and the Middle East (pp 274 – 301)
Epstein Rachel A. and Jacoby, Wade. Eastern Enlargement Ten Years On: Transcending the East–West Divide? JCMS 2014 Volume 52. Number 1. pp. 1–16.
Elżbieta Kawecka-Wyrzykowska. Regional economic integration: Review of recent research (selected issues). (materials for the course, Ph.D. studies, autumn 2011). Warsaw, July 2011. Available at http://doctoralstudies.sgh.waw.pl/images/Educational_materials/Textbooks/regional%20economic%20integration%202zm.pdf
Cavusgil, S. Tamer; Knight, Gary; Riesenberger, John R. Negócios internacionais: estratégia, gestão e novas realidades. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.
Capítulo 9: A compreensão dos mercados emergentes (pp. 188-208).
Case: The bananas wars.
4 – Integração Regional: Ásia e Américas Philip R. Cateora, Mary C. Gilly, John L. Graham. International marketing — 15th ed. New York: McGraw-Hill/Irwin. 2011.
Chapter 11 - The Asia Pacific Region (pp 302– 329).
Chapter 9. Economic devolopment and the Americas (248-273).
Roberto Hernández Hernández, Las políticas de integración económica en el pacífico asíatico y el pacífico latinoamericano y sus implicaciones para las relaciones comerciales México-china. Ponencia presentada en el seminario “Las relaciones comerciales entre América Latina y Asia Pacífico: desafíos y oportunidades”, organizado por el Observatorio América Latina-Asia Pacífico. 21 de agosto de 2013. Santiago de Chile.
Case: Mattel´s Chinese sourcing crisis of 2007
5 – Teorias clássicas que influenciam os negócios internacionais Jan Johanson and Jan-Erik Vahlne. (1977), “The internationalization process of the firm: A model of knowledge development and increasing foreign market commitments”, Journal of International Business Studies, Vol.8 No.1, pp.23-32.
Dunning, J.H. (1988), “The eclectic paradigm of international production: A restatement and some possible extensions”, Journal of International Business Studies, Vol.19 No.1, pp.1-32.
Dunning, J.H. (1977), “Trade, location of economic activity and the MNE: A search for an eclectic approach”, in Ohlin, B.; Hesselborn, P. and Wijkman, P. (Eds.), The International Allocation of Economic Activity. Macmillan, London, pp.395-418.
Dunning, J.H. (1980), “Toward an eclectic theory of international production: Some empirical tests”, Journal of International Business Studies, Vol.11 No.1, pp.9-31.
Johanson, J. and Vahlne, J.E. (1990),”The mechanism of internationalization”, International Marketing Review, Vol.7 No.4, pp.11-24.
Johanson, J. and Wiedersheim-Paul, F. (1975), ”The internationalisation of the firm - Four Swedish cases”, Journal of Management Studies, Vol.12 No.3, pp.305-322.
Peter J Buckley and Mark C. Casson. The internalisation theory of the multinational enterprise: A review of the progress of a research agenda after 30 years. Journal of International Business Studies (2009) 40, 1563–1580.
Cavusgil, S. Tamer; Knight, Gary; Riesenberger, John R. Negócios internacionais: estratégia, gestão e novas realidades. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.
Capítulo 4: Teorias de comércio e investimento internacional (pp. 67-91)
6. Teorias contemporâneas de internacionalização de empresas John Mathews. Dragon multinationals: New players in 21st century globalization. Asia Pacific Journal of Management. V. 23, p. 5-27, 2006.
Jan Johanson and Jan-Erik Vahlne. The Uppsala internationalization process model revisited: From liability of foreignness to liability of outsidership. Journal of International Business Studies (2009) 40, 1411–1431
John Cantwell; John H Dunning and Sarianna M Lundan. An evolutionary approach to understanding international business activity: The co-evolution of MNEs and the institutional environment. Journal of International Business Studies (2010) 41, 567–586.
Rugman, A. Verbeke, A. Nguyen, Q. Fifty years of international business theory and beyond. Management International Review. v. 51, p. 755-786, 2011.
7. Entregar e apresentar resumo expandido do texto final para a disciplina Estrutura:
- Título. Abstract. Palavras-chave.
- Caracterização do problema de pesquisa
- Objetivos (geral e específicos)
- Metodologia e breve justificativa
- Referencial teórico preliminar
- Relação de referências bibliográficas que serão utilizados no artigo (no formato ABNT ou específico da publicação em que será submetido o paper).
- Definição de congresso ou revista cientifica para futura submissão.
8- Internacionalização de empresas brasileiras e latino-americanas Ravi Ramamurti and J. V. Singh (org.), Emerging multinationals from emerging markets, Cambridge: Cambridge University Press, 2009.
Chapter 13: What have we learned about emerging-market MNEs? (pp. 399-426).
Afonso Fleury and M. T. L Fleury. Brazilian multinationals: surfing the waves of internationalization. In Ravi Ramamurti and J. V. Singh (org.), Emerging multinationals from emerging markets, Cambridge: Cambridge University Press, 2009 (pp. 200 – 243).
Rubens Ricupero e Fernando Mello Barreto. A importância do investimento direto estrangeiro do Brasil no exterior para o desenvolvimento socioeconômico do país. In André Almeida. (Org.) Internacionalização de empresas brasileiras: perspectivas e riscos. Rio de Janeiro. Campus, 2007.- (pp.1-36).
Lourdes Casanova. Global latinas. New York: Palgrave, 2009. Introduction: The emergence of the global latinas (pp. 1-25).
FUNDAÇÃO DON CABRAL. Ranking das multinacionais brasileiras, 2010. (http://www.fdc.org.br/pt/Documents/ranking_transnacionais_2010.pdf)
9 - Sistemas nacionais de aprendizagem do Brasil, Coréia do Sul e China

John Mathews. China, India and Brazil: tiger technologies, dragon multinationals and the building of national systems of economic learning. Asian Business & Management Vol. 8, 1, 5–32 (March 2009).
Alice H. Amsden. Ásia’s next giant: South Korea and late industrialization. Oxford: Oxford University Press, 1989. Chapter 1: Industrializing through learning (pp. 3-23).
Eduardo B. Viotti. National learning systems: s new approach on technological change in late industrializing economies and evidences from the cases of Brazil and South Korea. Technological Forecasting & Social Change. 69 (2002) 653–680.
10 - Tradições culturais que influenciam os negócios internacionais Shichihei Yamamoto. The spirit of Japanese capitalism and selected essays. Lanham: Madison Books, 1992. Chapter 1: A protestant ethic in a non-Christian context (pp 1-22) and Chapter 3: Contract versus consensus (pp. 43-58)
Ming-Jer Chen. Inside Chinese business: a guide for managers worldwide. Boston: Harvard Business School Press, 2001. Chapter 3: Networking and guanxi (pp. 45-66) and Chapter 4: Roles and rules of the social fabric (pp. 67-84)
Alain Verbeke. International acquisition success: Social community and dominant logic dimensions. Journal of International Business Studies (2010) 41, 38–46.
Hofstede, G. The cultural relativity of organizational pratices and theories. Journal of International Business Studies. Fall 1983, p. 75-89.
11 - O modelo de desenvolvimento econômico do Leste Asiático e o sistema japonês de produção Ming Wan. The political economy of East Asia: striving for wealth and power. Washington: CQ Press, 2008. Chapter 2: The East Asia national political economy. (pp. 21-58) and Chapter 5: The East Asia miracle (pp. 131-170)
Steven Spear and H. Kent Bowen. Decoding the DNA of the Toyota Production System. Harvard Busines Review. September-October 1999 (pp. 97-106).
Jong H. Park. The East Asian model of economic development and developing countries. Journal of Developing Societies, Vol. 18, No. 4, 330-353 (2002). http://jds.sagepub.com/cgi/content/abstract/18/4/330
Mark W. Fruin. (Org.). Networks, markets and the Pacific Rim: studies in strategies. New York and Oxford: Oxford University Press, 1998. Chapter 1. Analysing Pacific Rim networks and markets: an introduction. (pp. 3-31). http://www.cob.sjsu.edu/fruin_m/Networks.pdf
Minhyung Kang. Risks of global production systems: lessons from Toyota’s mass recalls. July 2010. SERI Quarterly. (pp. 65-71).
Gilmar Masiero. Negócios com Japão, Coréia do Sul e China: economia, gestão e relações com o Brasil. São Paulo. Saraiva, 2007. Capítulo 1: Origens do desenvolvimento industrial japonês (pp. 33-65).
12 - O desenvolvimento econômico sul-coreano e seus conglomerados Linsu Kim. The dynamics of technology development: lessons from the Korea experience. Bali-WBI-0012.doc. (00.2.28). (pp. 1-32) http://linsukim.com/cgi-bin/spboardpro/board.cgi?id=publish&action=view&gul=30
Eun Mee Kim. Big business, strong state: collusion and conflict in South Korea development, 1960-1990. Albany: State University of New York Press, 1997. Chapter 3. The Chaebol (Business conglomerate), (pp. 51-94)
Gilmar Masiero. Negócios com Japão, Coréia do Sul e China: economia, gestão e relações com o Brasil. São Paulo. Saraiva, 2007. Capítulo 5: Administração coreana (pp.187-224).
13 - Reformas da economia chinesa pós-1978 Jinglian Wu. Understanding and interpreting Chinese economic reform. Ohio: Thomson, 2005. Chapter 8: Opening to the outside world (pp. 291-327).
Robert Taylor. The future of Chinese capitalism: choices and chances. Asian Business & Management 9, 289-292 (June 2010).
Gilmar Masiero. Negócios com Japão, Coréia do Sul e China: economia, gestão e relações com o Brasil. São Paulo. Saraiva, 2007. Capítulo 3: Visão geral do desenvolvimento econômico chinês (pp. 107-148).
Gilmar Masiero. Origens e desenvolvimento das township and village enterprises (TVEs) chinesas. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 425-444, 2006.
14 - O desenvolvimento das empresas chinesas e a China no contexto mundial


Marshall W. Meyer e Xiaohui Lu. Managing indefinite boundaries: the strategy and structure of a Chinese business firm. Management and Organization Review 1:1 57–86, 2004.
C. Fred Bergsten, Charles Freeman, Nicholas R. Lardy, Derek J. Mitchell. China's Rise: challenges and opportunities. New York. Peterson Institute for International Economics; 2009. Chapter 10: China and the world (pp. 209-234).
John Child and Suzana B. Rodrigues. The internationalization of Chinese firms: a case for theoretical extension? Management and Organization Review, 1 (3): 381-410. 2005.
John Child and Suzana B. Rodrigues. Padrões e motivos da internacionalização das empresas chinesas. In Moacir de Miranda Oliveira Junior. Multinacionais brasileiras: internacionalização, inovação e estratégia global. Porto Alegre: Bookman, 2010. (pp. 39-57).
Entrega do artigo impresso e eletronicamente, de acordo com as normas de submissão de artigos da revista/congresso selecionado
15 - Apresentações de trabalhos realizados Apresentações de trabalhos (sorteados) em até 15 minutos cada com discussão posterior de até 10 minutos

Avaliação: Participação (presença ativa, resenhas, seminários, questões) - 30%;
Proposta de estudo formalizada no resumo expandido - 20%;
Trabalho a ser entregue eletronicamente e impresso na forma de artigo científico seguindo as orientações aos autores das revistas mencionadas no Anexo 1 ou outros de interesse específico do aluno desde que acordado com o Professor, para ser submetido à publicação – 50%.

Anexo I: Revistas especializadas em negócios internacionais
Nome Link
Journal of International Business Studies http://www.jibs.net/

Management International Review http://www.bwl.uni-kiel.de/mir/

Journal of International Marketing http://www.journalofinternationalmarketing.com/
Journal of World Business http://www.elsevier.com/wps/find/journaldescription.cws_home/620401/description#description
International Business Review http://www.ibrjournal.com/

International Marketing Review http://www.emeraldinsight.com/products/journals/journals.htm?id=imr

Journal of International Management http://sbm.temple.edu/jim/