Mestrado - Discutindo o papel do feedback no ensino superior EAD sob a perspectiva docente

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
12/01/2021 - 15:00 até 18:00

 

Raísa Correa Fortes

Mestrado - Discutindo o papel do feedback no ensino superior EAD sob a perspectiva docente

Orientadora: Profa. Dra. Bernadete de Lourdes Marinho Grandolpho

Comissão: Profs. Drs. Gilberto de Andrade Martins, Liliana Vasconcellos Guedes e Antonio Carlos Gil

Link YouTube: https://youtu.be/4w0ypnw8dX4

Resumo*

Com a facilitação no acesso ao ensino superior, muitos cursos, como o de administração, tiveram queda em seus índices de qualidade, avaliados a partir do ENADE. Todavia, na educação a distância, estudantes de administração tem desempenho superior comparados aos estudantes de cursos tradicionais. Em muitos países, e também no Brasil, a educação a distância foi propulsora da expansão do ensino superior, em principal, nas duas últimas décadas. Contudo, apesar dos melhores índices evidenciados, a educação a distância traz alguns desafios, que devem ser enfrentados. Os cursos a distância requerem que os estudantes tenham autonomia, motivação e conduzam o processo de aprendizagem. Tais características são encontradas em estudantes autorregulados. Porém, se mantém inalterada a necessidade da interação com o professor nesse processo, o qual deve, de forma avaliativa, identificar as necessidades dos estudantes e realizar intervenções, quando necessário. Essa intervenção é realizada a partir do feedback, importante também para mediar o processo de autorregulação. Ainda não se estabeleceu na literatura quais tipos de feedback contribuem para a autorregulação do estudante. Assim, utilizando uma abordagem de métodos mistos de procedimentos concomitantes, foi realizado um levantamento junto a 116 professores de educação a distância, de diversas áreas do conhecimento. A análise descritiva permitiu identificar e hierarquizar os tipos de feedback utilizados pelos docentes, de acordo com a taxonomia proposta por Chetwynd e Dobbyn (2011), utilizando como ferramenta as rubricas. Nesta fase, foi identificado que os quatro tipos de feedback da taxonomia são utilizados na EAD; hierarquicamente, o feedback retrospectivo sobre o conteúdo é o mais comumente utilizado para fornecimento de feedback por rubricas (67%); seguido do feedback sobre futura alteração de conteúdo (66%); já o feedback sobre habilidades é fornecido por menos professores, porém a ênfase permanece no caráter retrospectivo: feedback retrospectivo sobre habilidades (58%); alteração futura sobre habilidades (32%). A partir dos resultados também podemos inferir que o feedback tem contribuído para a autorregulação dos estudantes, sendo eficaz para ajustes nas tarefas; melhora no desempenho; e na autonomia. Por meio de análise de conteúdo foi possível compreender a importância que os professores EAD atribuem à prática de feedback, bem como suas principais dificuldades nesse processo; que podem estar relacionadas aos resultados de suas intervenções. Dessa forma, este estudo traz contribuições para a teoria e também para as práticas gerenciais das instituições de ensino superior, discutidas ao longo deste trabalho.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos