Mestrado - Análise do ciclo de vida das startups: características, agentes e riscos associados

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
21/10/2019 - 08:00 até 11:00

 

Marcelo Henrique Gomes Couto          

Mestrado - Análise do ciclo de vida das startups: características, agentes e riscos associados

Orientador: Prof. Dr. Fabio Lotti Oliva

Comissão: Profs. Drs. Celso Cláudio de Hildebrand e Grisi, Eduardo Pinheiro G. de Vasconcelos e Gilberto Perez                           

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

As organizações são instituições dinâmicas e que se desenvolvem a partir de diversas mudanças que ocorrem em sua estrutura, em seus processos e no comportamento do empreendedor ao decorrer de sua existência. Por isso, o desenvolvimento organizacional é um fenômeno complexo e que tem despertado o interesse de diferentes pesquisadores da área de gestão, na busca por compreender e sistematizar os padrões associados a essas mudanças e, desta forma, fornecer aos empreendedores e gestores informações e orientações que diminuam os riscos de insucesso e aumentem a possibilidade de sobrevivência do negócio. Entretanto, apesar da consolidada literatura especializada sobre o tema, ainda são poucas as pesquisas especialmente desenvolvidas para descrever e explicar esse fenômeno nas startups. Isso se torna de grande importância, pois, dado que condições de rápidas mudanças e recursos limitados às quais esses negócios são submetidos requerem rápido crescimento e transformações, tornando-os particularmente vulneráveis a múltiplas fontes de risco e, consequentemente, chances de insucesso. Desta forma, o objetivo geral desta pesquisa foi apresentar os estágios do Ciclo de Vida Organizacional das startups, identificando e descrevendo os principais fatores relacionados às perspectivas Empreendedora e Organizacional, assim como aos agentes externos de relação e os riscos a eles associados em cada estágio do Ciclo de Vida Organizacional. Para alcançar esse objetivo utilizaram-se os pressupostos inerentes à abordagem teórica do Ciclo de Vida Organizacional (CVO), a partir das perspectivas Empreendedora, Organizacional e da Gestão de Riscos Corporativos. Assim, propôs-se um estudo de abordagem quantitativa e de caráter exploratório-descritivo. Para coleta de dados adotou-se o método survey e dois questionários complementares como instrumentos de pesquisa. A escala de medida utilizada nesses instrumentos foi a escala de Likert de 11 pontos. Para o tratamento dos dados utilizaram-se as técnicas de Análise Fatorial Exploratória e Análise de Cluster. A partir desse tratamento foi possível obter 18 fatores relacionados às perspectivas Empreendedora, Organizacional e da GRC que identificaram e descreveram os quatro estágios obtidos para a construção do modelo de Ciclo de Vida Organizacional desta pesquisa: Estágio I – Concepção e Desenvolvimento; Estágio II – Organização e Tração; Estágio III – Crescimento e Escala e; Estágio IV – Consolidação e Transição. O comportamento de cada fator nos quatro estágios obtidos foi e analisado. A contribuição desta pesquisa foi aplicar uma abordagem amplamente utilizada na literatura especializada para investigar o fenômeno das mudanças organizacionais nas startups, descrevendo o comportamento observado nos 18 fatores formados. Assim, além dos fatores relacionados ao empreendedor e ao negócio, esta pesquisa contribui para os estudos acadêmicos sobre a evolução dos riscos que são originados a partir da relação entre os agentes externos do ambiente de negócios e as startups, construindo um mapa gerencial que auxilie os empreendedores e gestores na construção desses negócios, identificando os riscos e desafios que uma startup precisa vencer para que consiga se desenvolver e alcançar a longevidade.

*Resumo foencido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos