Doutorado - A prática de dietas para emagrecimento pelo público feminino: um estudo à luz do bem-estar alimentar

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
14/05/2019 - 15:00 até 18:00

 

Ohana Trajano Barbosa  

Doutorado - A prática de dietas para emagrecimento pelo público feminino: um estudo à luz do bem-estar alimentar  

Orientador:  Prof. Dr. Andres Rodriguez Veloso  

Comissão:  Profs. Drs. Kavita Miadaira Hamza, Maria do Carmo Romeiro e Francisco Vicente Sales Melo

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

O alimento é uma importante fonte de prazer para os seres humanos. No entanto, ao longo dos anos, sacrificar o prazer que o alimento proporciona vem caracterizando um dos comportamentos mais autorregulares da sociedade contemporânea, que é a prática da dieta. Assim sendo, este estudo buscou responder a seguinte pergunta central: Como o comportamento alimentar associado à prática de dietas pode influenciar o bem-estar alimentar? Para tanto, adotou-se a perspectiva do Food well-being (FWB, bem-estar alimentar), inserida no contexto da Pesquisa Transformativa do Consumidor (TCR). O aspecto que motivou a escolha do tema está relacionado à carência de estudos voltados para a influência que as escolhas alimentares podem exercer no comportamento e bem-estar alimentar do consumidor. A pesquisa caracteriza-se por ser um estudo qualitativo básico com caráter interpretativista. Na coleta de dados foram empregadas as técnicas de entrevista em profundidade e de foto-elicitação. Após a transcrição das entrevistas realizadas com 16 informantes os dados foram organizados e interpretados com base na técnica da análise temática. Por meio da foto-elicitação, as 201 fotos foram categorizadas e posteriormente, realizada uma análise de conteúdo. A partir das análises, percebeu-se que apesar das informantes expressarem sentimentos de prazer em relação a comida, a relação se mostrou dicotômica ao levarem em consideração a possibilidade de adquirirem quilos a mais. Além disso, foi possível identificar algumas vulnerabilidades vivenciadas pelas mulheres ao realizarem dietas como por exemplo, o preço alto dos produtos relacionados a dieta; dificuldade para distinguir os alimentos (principalmente frutas, verduras e legumes) caso não estejam identificados; entender os aspectos nutricionais dos alimentos para se realizar uma boa escolha; e as divergências nos discursos do mercado e dos profissionais em relação ao que é um alimento ‘saudável’ ou ‘não é saudável’. Acredita-se que o bem-estar alimentar pode ser atingido pelos indivíduos que praticam dieta para emagrecimento, quando uma relação psicológica, física, emocional, e social positiva com os alimentos for estabelecida, e quando as vulnerabilidades associadas a este contexto sejam minimizadas.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos