Doutorado - Inovações na intermediação financeira: Determinantes dos instrumentos de pagamentos móveis

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
19/03/2019 - 09:30 até 12:30

 

Carlos Tadao Kawamoto

Doutorado - Inovações na intermediação financeira: Determinantes dos instrumentos de pagamentos móveis

Orientadora: Profª Drª Renata Giovinazzo Spers

Comissão: Profs. Drs. André Leme Fleury, Paulo Roberto Feldmann e Nelson Daishiro Yoshida

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

Um fato relacionado ao uso de telefones celulares para realizar transferência de recursos e pagamento de obrigações é o seu crescimento acelerado ao redor do mundo, com potencial econômico inquestionável. Projeções otimistas sugerem a substituição de instrumentos de pagamentos tradicionais como os cheques de papel e os cartões de plástico pelos instrumentos de pagamentos móveis. A despeito da relevância das organizações e setores envolvidos, poucos trabalhos teóricos e empíricos focaram no tema, especialmente para o Brasil, onde a referida inovação ainda não atingiu patamar de penetração equivalente a de outros países. Com esse baixo desempenho como cenário, quais os fatores internos às organizações ou ambientais seriam mais importantes ao desenvolvimento dessas inovações? Objetivando responder essa pergunta, este trabalho realizou um estudo de caso com três iniciativas de inovação em instrumentos de pagamentos móveis tipificadas como de sucesso em seus países, i.e., Alipay da China, M-Pesa do Quênia e Nubank do Brasil. Com base em determinantes potenciais selecionados na literatura, as informações e dados das empresas e de seus ambientes foram capturados, selecionados e analisados. De maneira complementar, realizou-se a triangulação das informações dos casos com os resultados de um questionário enviado a 43 especialistas de organizações privadas e públicas, com dados analisados pelo modelo de equações estruturais. Os resultados obtidos sugerem que, embebidos em um ambiente regulatório não restritivo, três fatores se associaram ao desenvolvimento de instrumentos de pagamentos móveis, todos relacionados a qualidades dos recursos e da gestão das organizações. O primeiro é o de que organizações com características orgânicas, com comunicação aberta e poder descentralizado, em oposição a organizações de estrutura mecanicista, fechadas e burocráticas, estão associadas ao desenvolvimento da oferta de instrumentos de pagamentos móveis. O segundo fator está integrado à oferta de serviços múltiplos e complementares em um mesmo sistema e sugere a disponibilidade conjunta tanto de serviços de pagamentos móveis como os típicos de mobile banking. O terceiro sugere a adoção de rede antecedente como estratégia para entrada e obtenção de massa crítica mínima, em alternativa ao crescimento vegetativo adotado por algumas fintechs. Como contribuição, apesar de os fatores selecionados não serem inéditos e já terem sido discutidos na literatura, eles usualmente são avaliados de maneira individualizada. Nesse sentido, este estudo sugere que os fatores em conjunto e seus inter-relacionamentos se mostraram como relevantes e devem guiar pesquisas futuras. Para pesquisadores e analistas, os fatores selecionados podem servir como guias em avaliações sobre o setor. Para executivos e gestores, os resultados geraram subsídios para suas tomadas de decisões.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos