Doutorado - Indústria 4.0: os impactos das tecnologias habilitadoras nas estratégias de operações

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
02/07/2020 - 11:00 até 14:00

 

Gilson De Lima Lira

Doutorado - Indústria 4.0: os impactos das tecnologias habilitadoras nas estratégias de operações

Orientadora: Profª Drª Adriana Marotti de Mello

Comissão: Profs. Drs. Gabriela Scur Almudi, Mauro Zilbovicius e Paulo Tromboni de Souza Nascimento

Link  youtube: https://youtu.be/hqEQcha9P7A

Resumo*

Nos últimos anos, diferentes organizações mundiais e, de forma muito mais intensa, as empresas do setor industrial, voltaram suas preocupações para um forte movimento tecnológico que a academia e o mundo corporativo denominaram Indústria 4.0. Este movimento, que tem suas origens na Alemanha em 2011, parte de um programa de recuperação do seu parque industrial, o Industry 4.0 platform, programa este concebido para fazer frente às crescentes ameaças competitivas vindas de países asiáticos. Além do programa alemão, outros países vêm empreendendo estudos e iniciativas semelhantes, estando o polo industrial de Manaus – por ter um grande parque de empresas tecnológicas e com processos complexos –, inserido também neste cenário mundial. Adaptar-se aos novos avanços tecnológicos está sendo um dos grandes desafios das empresas instaladas no polo, que iniciam neste momento diversas mudanças em suas atividades operacionais de produção, implantando novos sistemas computacionais, denominados tecnologias habilitadoras, através dos quais buscam uma maior eficiência em suas operações. Neste contexto, o propósito principal deste estudo é responder à seguinte pergunta de pesquisa: como as tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 impactam os objetivos estratégicos de desempenho? Para tanto, pretende-se neste trabalho, como objetivo geral, analisar o impacto causado nas empresas do Polo Industrial de Manaus pela adoção das tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 e, especificamente, a pesquisa se propõe a verificar o impacto das tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 nas tipologias de estratégia de operações em qualidade, flexibilidade e custos. A pesquisa de campo, de natureza qualitativa, foi realizada através de entrevistas com gestores de 12 empresas pertencentes à cadeia de empresas do polo eletroeletrônico. Seus principais resultados apontam para um uso frequente de sistemas computacionais de integração de máquinas, como o uso da tecnologia habilitadora M2M – machine-to-machine, o uso de robots autonomus em atividades que antes envolviam operações manuais, sistemas CPS-Cyber Physical System, IoT- Internet of things, Big Data e Cloud. A aplicabilidade destes sistemas confirma as hipóteses de que o uso de tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 afeta os objetivos de desempenho – qualidade, flexibilidade e custos –, impactando os fatores competitivos: satisfação dos clientes, velocidade de mudanças e redução de custos.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos