Doutorado - Carreira como profissão de fé: Um estudo sobre espiritualidade religiosa e carreira

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
14/04/2020 - 13:00 até 18:00

Autora: FRANCIELE ALINE PARRILLA 
Dia 14 de abril, às 13h
Orientadora: Profa. Dra. Tania Casado
Co-orientador: Prof. Dr. Wellington Zangari
Comissão: Profs. Drs. Maria José Tonelli, Marcelo Afonso Ribeiro e Liliana Vasconcellos Guedes

Resumo

Parrilla, F.A. (2020). Carreira como profissão de fé: um estudo sobre espiritualidade religiosa e carreira. Tese (Doutorado) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo. 

 

As mudanças nas relações de trabalho têm direcionado acadêmicos e práticos a perspectivas de carreira que privilegiam os indivíduos e a forma como vivenciam e dão sentido às suas trajetórias profissionais. O sentido subjetivamente atribuído à carreira pode ser compreendido como parte de uma estrutura de sentido para a vida. Dentre as fontes que podem fornecer sentido à vida, a religião é considerada uma dimensão capaz de proporcionar um senso de significado que explica situações e experiências, sejam elas cotidianas ou extraordinárias, de forma satisfatória. O presente estudo investigou a percepção de eventuais influências da espiritualidade religiosa sobre a carreira. A pesquisa realizada foi primordialmente qualitativa, tendo sido utilizadas técnicas quantitativas para uma seleção rigorosa e precisa de indivíduos com alta centralidade da religiosidade, numa amostra de profissionais alunos de programas de pós-graduação. Foram identificados, de um total de 266 respondentes, 114 indivíduos com alta centralidade da religiosidade. Desse grupo, 80 que se disponibilizaram a participar das entrevistas foram subdivididos por afiliação religiosa e sexo, resultando numa amostra final de 11 sujeitos. As análises evidenciaram que todos os entrevistados identificaram a influência de suas convicções religiosas nas suas trajetórias profissionais, demonstraram como tal atuação é entendida e quais são suas implicações no desenvolvimento de suas carreiras. Constatou-se que essas pessoas consideram o mundo como sagrado e se empenham, por meio de suas experiências cotidianas, em conectar-se a ele. Na busca por realizar esse propósito de estreitamento das relações com o transcendente, a religião atua como motivadora e como recurso para suas ações no trabalho. As carreiras assumem uma natureza sagrada ao serem compreendidas como uma missão a ser cumprida. Motivados pela busca da autotranscendência, expressam a preocupação em agir de forma significativa pelo bem comum e em conformidade com os princípios religiosos. Como recurso, a atuação da religião no trabalho advém do suporte recebido das relações com o sobrenatural e das comunidades religiosas. O primeiro atua nas crenças de autoeficácia, em escolhas e tomadas de decisão de carreira, e no enfrentamento de situações de estresse no trabalho; e o segundo como apoio psicossocial e técnico para o desenvolvimento de carreira. Apesar da reconhecida influência, os participantes reportaram o ambiente de trabalho como desfavorável para a exposição de sua identidade religiosa, incluindo uma percepção comum de avaliação social negativa em relação à devoção o que os impele a ocultar suas crenças no contexto de trabalho. Os dados dessa pesquisa permitem compreender a carreira como profissão de fé.


 

Departamento:

Voltar para a página de eventos