Doutorado - Canal de depósitos da política monetária, restrição de crédito bancário e o voo para a qualidade nos empréstimos bancários para empresas

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
13/05/2020 - 14:00 até 17:00

 

Alex Nery Caetité 

Doutorado - Canal de depósitos da política monetária, restrição de crédito bancário e o voo para a qualidade nos empréstimos bancários para empresas

Orientador: Prof. Dr. Almir Ferreira de Sousa

Comissão: Profs. Drs. José Roberto Ferreira Savoia, Wadico Waldir Bucchi e Fabio Gallo Garcia

Resumo*

O objetivo desta tese é testar a hipótese de que mudanças na política monetária afetam o montante de depósitos bancários em um ambiente com alta taxa de juros, considerando os impactos que os diferentes níveis de concentração bancária sobre depósitos observados entre os municípios podem exercer sobre esses efeitos. Como objetivo secundário, é testada a hipótese de que ações de política monetária intensificam situações de racionamento de crédito em decorrência dos impactos que exercem sobre a capacidade dos bancos em concederem novos empréstimos, considerando a suposição teórica de que as empresas consideradas High-Agency-Cost (HAC) são mais afetadas nesse processo. Foram utilizadas três bases de dados na realização dos testes, provenientes das seguintes fontes: 1. subsistema estatístico do Sistema Cosif, denominado “Estatística Bancária Mensal por Município (ESTBAN)”, para os dados sobre depósitos e operações de crédito; 2. balancetes mensais analíticos (Cosif 4010) para os dados contábeis dos bancos; e 3. Sistema de Informações de Crédito do Banco Central (SCR) para os dados dos saldos das carteiras de crédito ativas para empresas. O período de análise está compreendido entre setembro de 1999 e dezembro de 2018. No processo de análise dos dados, foram empregadas as seguintes técnicas econométricas para a identificação dos parâmetros das equações: modelos lineares de regressão em dados em painel, modelos lineares de dados em painel com múltiplos níveis de efeitos fixos (High-dimensional fixed effects model) e Método dos Momentos Generalizados Sistêmico (GMM-Sis). Os resultados revelam que diante de ações de política monetária, como aumentos da taxa Selic, os bancos no Brasil elevam seus spreads de depósitos e, como consequência, observam reduções nas suas captações (depósitos a prazo e poupança) em decorrência da fuga de depositantes. Diante da retração das suas fontes de captação os bancos reduzem a concessão de empréstimos, ou seja, aumentam a restrição de crédito, sendo que as empresas consideradas High-Agency-Cost são as mais afetadas nesse processo. Além disso, há evidências de que a intensidade desses efeitos varia com o nível de concentração sobre depósitos observados em âmbito local e específicos aos bancos, sendo mais intensos em regiões com altos níveis de concentração e/ou entre aqueles bancos que captam recursos em regiões com maiores níveis de concentração.  

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos