Doutorado - Ambiente institucional e inovação em startups: o papel moderador das incubadoras de empresas.

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
28/04/2020 - 09:30 até 12:30

 

Natan De Souza Marques

Doutorado - Ambiente institucional e inovação em startups: o papel moderador das incubadoras de empresas

Orientador: Prof. Dr. Roberto Sbragia

Comissão:  Profs. Drs. Luciane Meneguin Ortega Vidal, Roberto Carlos Bernardes e Guilherme Ary Plonski

Resumo*

O ambiente institucional – considerando seus componentes: regulatório, normativo, e cognitivo – tem exigido das empresas adaptações para seguir as regras do jogo mercadológico e inovar, considerando a inovação como uma necessidade para a conquista de vantagens competitivas sustentáveis. A conexão entre a inovação e o ambiente institucional é particularmente relevante para pequenas empresas, mais comumente vulneráveis às influências externas devido ao fato de suas vantagens competitivas tenderem a ser menos sustentáveis do que as das grandes empresas em uma mudança do ambiente (Urban, 2014, 2016). Diante disso, estudar a influência do ambiente institucional na inovação é algo fundamental. Dessa forma, este estudo tem como objetivo analisar a associação entre a favorabilidade do ambiente institucional e a inovação em empresas startups. Como objetivos específicos, busca-se (a) verificar a associação entre a favorabilidade do ambiente institucional (componentes regulatório, normativo e cognitivo) e a inovação (produto, processo, valor, gestão e modelo de negócio) em empresas startups e (b) verificar o efeito moderador do fato de as empresas pertencerem à incubadoras na relação entre o ambiente institucional e a inovação em empresas startups. Para tanto, foi utilizada uma abordagem quantitativa, que consistiu na coleta de dados em 303 empresas, das quais 210 mostraram-se válidas para a pesquisa e que compôs a amostra do estudo. Como resultado, identificou-se que há associações significativas entre alguns componentes do ambiente institucional e alguns dentre os tipos de inovação. O componente regulatório do ambiente institucional apresentou associação significativa com a inovação em gestão, apesar de os resultados terem demonstrado uma relação negativa, indicando que ambientes cujo componente regulatório é desfavorável tendem a impulsionar mais inovações em gestão. Além disso, identificaram-se também associações significativas entre o componente normativo do ambiente institucional e as inovações de produto, processo e valor, e, por último, demonstrou-se associação significativa entre o componente regulatório do ambiente institucional e a inovação de gestão. Como efeito moderação do fato de a empresa pertencer a incubadoras, notou-se que apenas a relação entre o componente regulatório e a inovação de gestão é moderada inversamente. Os desdobramentos desses resultados são apresentados na seção de discussões do estudo.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos